Foz do Iguaçu: novas vagas de emprego estão disponíveis na agência do trabalhador

Mais de 40 vagas estão disponíveis esta semana na agência do trabalhador. As vagas são para diferentes cargos, a agência tem atendimento de Segunda à sexta, das 8h às 14h.

Vagas

▪ Ajudante de carga e descarga – com experiência, para auxiliar na entrega de mercadorias, carregamento e descarregamento do caminhão. Necessário CNH AB. Experiência com produtos de marcenaria será um diferencial.
▪ Ajudante de motorista – com experiência, para dirigir caminhão e ajudar nas demais tarefas (CNH C).
▪ Analista de recursos humanos – responsável supervisionar as atividades do departamento de recursos humanos.
▪ Atendente de bar – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Auxiliar de cozinha – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Auxiliar de lavanderia – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Auxiliar de limpeza – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Auxiliar de torneiro mecânico – Com experiencia em trabalhos manuais, necessita capricho com pinturas e força de vontade.
▪ Borracheiro – com experiência.
▪ Camareira de hotel – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Carpinteiro – com experiência na função
▪ Conferente de carga e descarga – com experiência na função.
▪ Consultor de vendas – para trabalhar com vendas externas de produtos de limpeza, é necessário ter experiência e veículo próprio.
▪ Empregada doméstica – com experiência e referência.
▪ Fiel de depósito – com experiência. CNH AB é um diferencial.
▪ Garçom – com experiência na função e boa comunicação.
▪ Guarda-Vidas – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Lavador de pratos – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Maître – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Mecânico – com experiência em suspensão de linha leve.
▪ Mecânico – com experiência em linha pesada.
▪ Mensageiro – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Monitor de entretenimento – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Montador de móveis e artefatos de madeira – com experiência, CNH B, para montagem de todos os tipos de móveis.
▪ Motorista carreteiro – com experiência na função, CNH E e curso MOPP/EAR.
▪ Motorista carreteiro – com experiência na função, CNH E, urso MOPP/EAR e cargas indivisíveis.
▪ Motorista de caminhão – com experiência na função, CNH C.
▪ Operador de máquinas fixas em geral – com experiência em trabalhos manuais.
▪ Pedreiro – com experiência.
▪ Pintor de alvenaria – com experiência na função.
▪ Recepcionista atendente – com experiência em clínica veterinária.
▪ Recepcionista atendente – com experiência em recepção de motel.
▪ Salva-vidas – com experiência e disponibilidade de horário.
▪ Servente de obras – com experiência na função.
▪ Torneiro mecânico – com experiência.
▪ Zelador – com experiência na função.

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Programa de suspensão de contrato e redução de jornada é prorrogado

O governo federal prorrogou novamente o programa que autoriza empresas a suspenderem o contrato de trabalho ou a reduzirem a jornada e os salários dos funcionários, em troca da manutenção do emprego. O decreto foi publicado hoje (14) no Diário Oficial da União e estende o pagamento do benefício emergencial até 31 de dezembro, quando encerra o estado de calamidade pública decretado em março em razão da pandemia de covid-19.

O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) foi instituído pelo governo em abril, por meio da Medida Provisória nº 936/2020 e transformado na Lei nº 14.020/2020 em julho. Ele já havia sido e, agora, terá um prazo total de 240 dias para celebração dos acordos e pagamento de benefício.

Em nota, a Secretaria Geral da Presidência informou que a prorrogação é necessária em razão do “cenário atual de crise social e econômica, e com a permanência de medidas restritivas de isolamento social”. “Essa ação irá permitir que empresas que estão em situação de vulnerabilidade possam continuar sobrevivendo a este período e, desta forma, preservar postos de trabalho e projetar uma melhor recuperação econômica”, diz.

O BEm equivale a uma porcentagem do seguro-desemprego a que o empregado teria direito se fosse demitido e é pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

No caso de redução de jornada e salário em 25%, 50% ou 70%, o governo paga um benefício emergencial ao trabalhador para repor parte da redução salarial. As empresas podem optar ainda por pagar mais uma ajuda compensatória mensal a seus funcionários que tiveram o salário reduzido.

Se o trabalhador tiver jornada e salário reduzidos em 50%, seu benefício corresponderá a 50% do valor do seguro desemprego ao que teria direito, se tivesse sido dispensado. No total, o benefício pago pode chegar até a R$ 1.813,03 por mês.

No caso de suspensão do contrato de trabalho em empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, o trabalhador receberá 100% do valor do seguro desemprego a que teria direito. Para empresas com faturamento maior, o valor do benefício pago pelo governo será 70% do seguro desemprego, enquanto a empresa pagará uma ajuda compensatória mensal de 30% do valor do salário do empregado.

Desde o início do programa, 9,7 milhões de trabalhadores fecharam acordos com seus empregadores de suspensão de contratos de trabalho ou de redução de jornada. As estatísticas são atualizadas pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia em um painel virtual.

Paraná tem 2.494 vagas de emprego em todas as regiões

A retomada da geração de emprego e renda ganhou força com o aumento na colocação de trabalhadores com carteira assinada pelas 216 Agências do Trabalhador do Paraná. Somente em agosto, 6.500 pessoas tiveram a carteira assinada, representando um índice 20% a mais que no mês de julho, quando foram empregadas 5.695, considerado também um índice bastante positivo.

Atualmente estão sendo disponibilizadas no Paraná 2.494 vagas. Os maiores números de vagas são para auxiliar de linha de produção (1.525); alimentador de linha de produção (88); ajudante de carga e descarga de mercadoria (75).

Em Curitiba são 523 vagas disponíveis. As ocupações com maior número de vagas são as seguintes: operador de telemarketing ativo e receptivo (120); empacotador, a mão (44); operador de telemarketing ativo (42).

“Mesmo com a pandemia do coronavírus nossas Agências do Trabalhador continuaram disponibilizando vagas pela internet”, ressalta o secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná, Ney Leprevost. “Com a reabertura das Agências, os atendimentos presenciais continuaram sendo feitos com horários agendados e respeitando todas as normas exigidas pelas autoridades sanitárias”, explica. “Em todo o momento da pandemia, ofertamos diversas oportunidades de emprego e continuamos firmes para que possamos aos poucos retomar aquele bom momento que vivíamos antes da crise na geração de empregos e renda no Estado.”

Oportunidades

A supervisora de vendas externa da empresa Stampa Food, Mara De Grandi, conta que logo no mês de maio, quando a pandemia se intensificou no País, teve a sorte de conseguir uma oportunidade de emprego pela Agência do Trabalhador de Curitiba. “Se não fosse a agência eu não iria conseguir emprego neste momento, os profissionais da agência me deram todo o suporte, além de me ajudarem a achar uma vaga adequada ao meu perfil e deu certo, na semana seguinte já estava com a minha carteira assinada”.

Ainda na capital, a auxiliar administrativa da empresa RPF Comercial, Katia de Santana, foi atrás de uma oportunidade na Agência do Trabalhador de Curitiba. “Procurei por telefone a Agência do Trabalhador e fui atendida com agilidade e rapidez. Na mesma semana fui encaminhada para entrevista e, em menos de 10 dias já estava com carteira assinada. Estava passando por um momento complicado. Tinha perdido meu emprego devido a pandemia e já estava começando a passar por algumas necessidades. Só tenho a agradecer”.

A representante da RPF comercial, Gislene Scolaro Portella Castelhano, explicou que ultimamente, devido à pandemia, as contratações só estão sendo realizadas por intermédio da Agência do Trabalhador. “Sempre que temo vagas disponíveis entramos em contato com a Agência do Trabalhador de Curitiba e imediatamente conseguimos ocupar a vaga ofertada”.

Atendimento presencial somente com agendamento

Por conta da pandemia, os atendimentos presenciais nas Agências do Trabalhador só acontecem mediante o agendamento prévio pelo site www.justica.pr.gov.br/trabalho.

Os trabalhadores também têm a opção de buscar vagas cadastradas pelo aplicativo Sine Fácil (disponível gratuitamente para celulares Androide e iOS), ou pelo site empregabrasil.mte.gov.br.

Empresários e trabalhadores de todo o Paraná que procuram ou ofertam vagas e que estiverem com dificuldade de finalizar o atendimento nas ferramentas digitais, tais como Portal Emprega Brasil, e aplicativos da Carteira de Trabalho Digital, Sine fácil e Paraná Serviços, podem receber o suporte técnico por meio do Chat do Trabalhador, no site da Sejuf. Para acessar o chat, basta entrar no link: www.justica.pr.gov.br/trabalho