Hamburgueria inspirada na série The Big Bang Theory chega à Curitiba

Bazinga!! Os burgers inspirados no seriado mais divertido da televisão são a aposta do The Big Bang Burger que acaba de inaugurar em Curitiba. Com atendimento exclusivo no formato delivery, a hamburgeria começou a operar com uma promoção super especial: 2X1. Pediu um Young Sheldon Burger leva outro igual por apenas R$ 12,90. A taxa de entrega também está com valor promocional no mês da inauguração, por apenas R$ 10.

Todas as receitas dos burgers, shakes e sobremesa foram inspiradas no cardápio da semana da série The Big Bang Theory. São seis burgers servidos no pão francês bem crocante, sendo uma opção vegetariana – o Stuart Veg Burger. Com inspiração chinesa – cardápio de segunda-feira – chama atenção o Rajesh Burger que leva peito de frango no cássico molho xadrez. Outra opção é o Leonard Pepperoni Burger que fez a clássica pizza de pepperoni do seriado ir parar dentro do pão crocante.

São três sabores de milkshakes com valor único de R$ 12,90 cada. Tem o Amy Strawberry, Bernadette Vanilla e o Prof. Prócton Chocolate Shake. Para quem não dispensa a sobremesa, pode pedir o Penny Penny Penny Cheesecake, servido com calda de morango (R$ 16,90). O cardápio conta ainda com outras opções de bebidas, como refris, água e cerveja. É tudo tão gostoso e prático que nem a mãe do Leonard vai colocar defeito!

O atendimento do The Big Bang Burger é das 11h30 às 22h, todos os dias. Os pedidos devem ser feitos pelo WhatsApp: (41) 3402-4265

Mais informações:

Pedidos: api.whatsapp.com/send?phone=554134024265

Instagram: @bigbangburger.br

Bairros atendidos pelo delivery: Abranches, Água Verde, Ahú, Alto da Glória, Alto da XV, Bacacheri, Bairro Alto, Barreirinha, Batel, Bigorrilho, Boa Vista, Bom Retiro, Cabral, Cachoeira, Cajuru, Campina do Siqueira, Campo Comprido, Capão da Imbuia, Cascatinha, Centro, Centro Cívico, Cristo Rei, Fanny, Guabirotuba, Guaíra, Hauer, Hugo Lange, Jardim Botânico, Jardim Social, Jardim das Américas, Juvevê, Lindóia, Mercês, Mossungue, Parolin, Pilarzinho, Portão, Prado Velho, Rebouças, Santa Cândida, Santa Felicidade, Santa Quitéria, Santo Inácio, São Braz, São Francisco, São João, São Lourenço, Seminário, Taboão, Tarumã, Tingui, Vila Izabel, Vista Alegre, Uberaba

Paraná recebe mais 368 mil doses de vacinas contra a Covid-19

Pouco mais de um mês após o decreto de bandeira vermelha ser assinado pelo prefeito Rafael Greca, Curitiba vê os casos ativos e novos de Covid-19 caírem pela metade na cidade. Em 12 de março, segundo informações divulgadas pelo próprio prefeito, a taxa de transmissão chegou a bater a marca de 1,41, número bastante superior ao 0,87 divulgado na semana passada. Vale lembrar que, de acordo com especialistas, quando a taxa de reprodução é inferior a 1, a tendência é de queda nos casos de coronavírus.

Com base em análise feita nos boletins da Secretaria Municipal da Saúde, o número de novos casos de Covid-19 caiu 49% entre 13 de março e 13 de abril, enquanto o número de casos ativos caiu 48%. A capital paranaense retornou para a bandeira laranja no último dia 5.

Segundo o boletim divulgado um dia após o decreto de bandeira vermelha, por exemplo, Curitiba confirmou 1.262 novos casos e 12.655 casos ativos. Nesta terça-feira (13), o número de novos casos caiu para 646 e o de casos ativos para 7.168.

Números semelhantes são vistos apenas na ocupação dos leitos de UTI, mas neste mês de abril Curitiba tem 58 leitos adicionais abertos na cidade.

Mortes

Outro número que segue alto, é o de mortes, mas a tendência é oposta. Enquanto 31 mortes foram confirmadas em 13 de março, a tendência era de alta e, por isso, foi necessário interromper a cadeia de transmissão. Agora, com 39 óbitos confirmados na terça-feira (13), a tendência é de redução com o menor número de casos.

Nesse um mês, Curitiba viu o número de mortes subir de 3.207 para 4.277. São mais de mil mortes em 31 dias, o que confirma a condição de pior mês da pandemia.

Informações Banda B

Source link

Quase 72 mil paranaenses não retornaram para 2° dose e governador reforça apelo por vacinação

O Governo do Estado publicou nesta terça-feira (13) o decreto 7.320/2021, que altera as medidas restritivas de enfrentamento à pandemia no Paraná que estavam em vigor desde março. As novas regras diminuem o período de proibição de circulação e estendem o horário em que restaurantes e shopping centers podem permanecer abertos ao público. O texto já está em vigor e segue até o dia 30 de abril. As regras são válidas para todo o Estado.

A restrição de circulação de pessoas, o chamado toque de recolher, que começava às 20 horas, terá início às 23 horas, terminando às 5 horas do dia seguinte. Não se aplicam a essa regra profissionais e veículos vinculados a atividades essenciais, que não têm restrição de dias e horários.

Outra mudança estabelecida pelo decreto foi a extensão de três horas no funcionamento de restaurantes, bares e lanchonetes, que poderão abrir ao público das 10 horas às 23 horas, de segunda a sábado, com ocupação máxima de 50%. Fora desses dias e horários poderão atender na modalidade de delivery.

Comércio de rua, galerias e centros comerciais e de prestação de serviços não essenciais em municípios com mais de 50 mil habitantes podem funcionar das 10 horas às 22 horas, de segunda a sábado, com limitação de 50% de ocupação. Os municípios com menos de 50 mil habitantes devem seguir a regulamentação municipal.

Os shopping centers estão autorizados a abrir ao público das 11 horas às 22 horas, de segunda a sábado, com limitação de 50% de ocupação. Restaurantes, bares e lanchonetes que funcionam nesses locais poderão funcionar até 23 horas, seguindo determinação do novo decreto.

As academias seguirão as regras do comércio não essencial, com funcionamento de segunda a sexta-feira até 22 horas e com 30% de ocupação. A diferença é que poderão abrir mais cedo, a partir de 6 horas.

MANUTENÇÃO 

A proibição de venda e consumo de bebidas alcóolicas em espaços de uso público continua mantida a partir das 20 horas, exceto em restaurantes, bares e lanchonetes, que seguirão o novo horário de 23 horas. Atividades não essenciais não poderão funcionar aos domingos.

Também permanecem proibidas atividades que causem aglomerações, como casas de shows, circos, teatros, cinemas e museus; eventos sociais e atividades correlatas em espaços fechados, como casas de festas, de eventos, incluídas aquelas com serviços de buffet; os estabelecimentos destinados a mostras comerciais, feiras, eventos técnicos, congressos e convenções; casas noturnas e correlatos; além de reuniões com aglomeração de pessoas, encontros familiares e corporativos.

OUTRAS ATIVIDADES 

As práticas religiosas devem atender a Resolução 371/2021 da Secretaria da Saúde, publicada em 9 de abril, que orienta templos, igrejas e outros espaços a adotarem, preferencialmente, o formato virtual. Em casos de atividades presenciais, os locais devem respeitar o limite de 25% da ocupação.

Também continuam suspensas as aulas presenciais da rede estadual, que estão acontecendo no modelo virtual. O cronograma do retorno será definido pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte.

Source link