Paraná recebe mais doses e começa a distribuir 377,5 mil vacinas nesta quarta

O Paraná começa a distribuir nesta quarta-feira (21) mais 377.505 vacinas contra Covid-19 para as 22 Regionais de Saúde. As doses fazem parte da 31ª pauta de distribuição do Ministério da Saúde. São 453,7 mil vacinas no total, sendo 296.550 da Covishield (AstraZeneca/Oxford); 88.200 da CoronaVac (Instituto Butantan/Sinovac); e 69.030 doses da Comirnaty (Pfizer/BioNTech). Parte do quantitativo será armazenada para segunda dose, e parte ainda é esperada para os próximos dias.

O lote inclui as 211.575 doses da AstraZeneca/Fiocruz/Oxford que aterrissaram no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, nesta terça-feira (20). Elas se somam às 141 mil que chegaram à Capital nesta segunda (19). Dentro do quantitativo estimado pelo Ministério da Saúde, há ainda as vacinas da Pfizer que chegam às 00h20 desta quarta-feira (21) e outras 32.175 doses da AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz, que serão entregues nos próximos dias para completar o lote.

Todas elas passam por conferência detalhada no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar). Segundo a Secretaria de Saúde, devem receber por via terrestre as Regionais de Paranaguá, Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco, Francisco Beltrão e Telêmaco Borba. Já as Regionais de Cascavel, Foz do Iguaçu, Campo Mourão, Umuarama, Cianorte, Paranavaí, Londrina, Apucarana, Maringá, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Toledo e Ivaiporã terão seus quantitativos após transporte aéreo.

DIVISÃO – As 377.505 doses iniciais desse lote estão divididas entre D1 e D2 e em cinco esquemas: 32.760 Pfizer, 36.270 Pfizer, 44.100 CoronaVac, 52.800 Covax/AstraZeneca e 211.575 AstraZeneca/Fiocruz.

Da CoronaVac, das 88.200 vacinas recebidas, 44.100 D1 serão distribuídas aos municípios, enquanto a outra metade, destinada a D2, ficará armazenada no Cemepar até a data correta para sua aplicação (21 dias). As doses são destinadas à população em geral.

As da Pfizer também atendem D1 e D2. São 36.270 direcionadas à primeira dose da população em geral e outras 32.760 exclusivamente para Curitiba, atendendo à segunda dose das pessoas vacinadas com o primeiro lote da Pfizer que chegou ao Paraná e foi distribuído apenas na Capital, em maio. As D2 são para pessoas de 60 a 64 anos, gestantes e puérperas, pessoas com deficiência permanente e comorbidades.

Já as doses da Covishield são subdivididas entre diferentes grupos. As 52.800 vacinas importadas pelo consórcio Covax Facility são exclusivamente para D1 da população em geral.

As demais 211.575 da AstraZeneca/Fiocruz são: 135.010 D1 para população em geral; 57.940 D2 de pessoas com comorbidades; e 18.625 D2 de pessoas com deficiência permanente.

Segundo a Secretaria da Saúde, as outras 32.175 doses da AstraZeneca produzidas pela Fiocruz (para completar as 296.550 anunciadas) vão para D2 de trabalhadores da educação básica.

VACINÔMETRO – Dois dias após completar seis meses de vacinação, o Paraná ultrapassou a marca de 7 milhões de doses aplicadas. Até a tarde desta terça-feira (20), foram 7.102.872 aplicações: 5.239.114 primeiras doses (73,8% do total aplicado), 1.583.454 segundas doses (22,3%) e 280.304 doses únicas (3,9%).

Da população adulta paranaense, 63,28% já receberam ao menos uma dose. Já o percentual da população completamente imunizada, que já recebeu a segunda dose ou dose única, está em 21,37%. Os dados são do Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), vinculado ao Ministério da Saúde.

Confira a quantidade de doses que cada Regional de Saúde recebe nesta remessa:

1ª RS – Paranaguá – 7.671 doses

2ª RS – Metropolitana – 140.887 doses

3ª RS – Ponta Grossa – 19.624 doses

4ª RS – Irati – 6.461 doses

5ª RS – Guarapuava – 14.894 doses

6ª RS – União da Vitória – 5.726 doses

7ª RS – Pato Branco – 8.915 doses

8ª RS – Francisco Beltrão – 11.403 doses

9ª RS – Foz do Iguaçu – 6.259 doses

10ª RS – Cascavel – 15.461 doses

11ª RS – Campo Mourão – 11.248 doses

12ª RS – Umuarama – 8.844 doses

13ª RS – Cianorte – 5.456 doses

14ª RS – Paranavaí – 8.837 doses

15ª RS – Maringá – 24.645 doses

16ª RS – Apucarana – 12.017 doses

17ª RS – Londrina – 30.378 doses

18ª RS – Cornélio Procópio – 6.738 doses

19ª RS – Jacarezinho – 9.119 doses

20ª RS – Toledo – 12.222 doses

21ª RS – Telêmaco Borba – 6.534 doses

22ª RS – Ivaiporã – 4.166 doses

TOTAL – 377.505 doses

The post Paraná recebe mais doses e começa a distribuir 377,5 mil vacinas nesta quarta appeared first on Busão Curitiba.

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com o avanço da vacinação, Paraná começa a criar escudo coletivo contra a Covid-19, diz Beto Preto

A Secretaria de Estado da Saúde registrou nesta quarta-feira (14) a menor taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 desde 13 de fevereiro. Na época, o Paraná atingiu 77% de ocupação. Nesta quarta-feira (14), a taxa chegou a 75%.

Além disso, a taxa de reprodução do coronavírus (Rt) chegou a 0,69, segundo a plataformaLoft.Science. Esta é a segunda vez na semana que o Paraná registra baixa nestes dois índices.

“A baixa nos indicadores mostra a efetividade das medidas de prevenção reforçadas pelo Governo do Estado, e da vacinação, que tem acelerado em todo o Paraná. Mas ainda não é uma situação confortável, temos que ter cuidado, há novas variantes circulando, mas estamos caminhando para vencer essa pandemia”, afirmou o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.

LEITOS

Desde o início da implantação dos leitos exclusivos Covid-19 no Paraná, em 26 de março de 2020, 98,4 mil pessoas foram atendidas. Atualmente a média de permanência dos pacientes varia entre 11 dias em UTIs e seis em enfermarias. O Paraná soma 4.739 leitos exclusivos para atendimento de pacientes com a doença.

São 1.989 leitos de UTI nesta quarta-feira, mas o número já foi maior. Em 5 de julho, quando o Estado baixou de 90% a ocupação, eram 2.007 leitos. 

FILA

A fila de espera para transferência a leitos exclusivos também tem diminuído nas últimas semanas, segundo levantamento da Secretaria da Saúde. Dados desta quarta mostram que o Paraná tem 91 pessoas aguardando para serem transferidas, entre leitos clínicos e leitos de UTI. No mês passado, esta fila ultrapassou 1,2 mil pacientes.

“É importante ressaltar que, mesmo em fila, os pacientes estão sendo atendidos, mas a nossa prioridade é isolar esse atendimento e para isso, contamos com mais de 4,7 mil leitos exclusivos”, acrescentou o secretário.

O índice nunca chega a zero por conta de uma diferença de horário entre o momento de coleta de informações: enquanto a fila é contabilizada ao final de cada dia, o número de leitos de UTIs livres só é atualizado pela manhã. Um paciente só efetivamente “sai” da fila quando dá entrada no hospital, criando um espaço de tempo maior entre a atualização dos dados.

Source link

Ministério da Saúde confirma o envio de mais 453,7 mil vacinas contra a Covid-19 ao Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde registrou nesta quarta-feira (14) a menor taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 desde 13 de fevereiro. Na época, o Paraná atingiu 77% de ocupação. Nesta quarta-feira (14), a taxa chegou a 75%.

Além disso, a taxa de reprodução do coronavírus (Rt) chegou a 0,69, segundo a plataformaLoft.Science. Esta é a segunda vez na semana que o Paraná registra baixa nestes dois índices.

“A baixa nos indicadores mostra a efetividade das medidas de prevenção reforçadas pelo Governo do Estado, e da vacinação, que tem acelerado em todo o Paraná. Mas ainda não é uma situação confortável, temos que ter cuidado, há novas variantes circulando, mas estamos caminhando para vencer essa pandemia”, afirmou o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.

LEITOS

Desde o início da implantação dos leitos exclusivos Covid-19 no Paraná, em 26 de março de 2020, 98,4 mil pessoas foram atendidas. Atualmente a média de permanência dos pacientes varia entre 11 dias em UTIs e seis em enfermarias. O Paraná soma 4.739 leitos exclusivos para atendimento de pacientes com a doença.

São 1.989 leitos de UTI nesta quarta-feira, mas o número já foi maior. Em 5 de julho, quando o Estado baixou de 90% a ocupação, eram 2.007 leitos. 

FILA

A fila de espera para transferência a leitos exclusivos também tem diminuído nas últimas semanas, segundo levantamento da Secretaria da Saúde. Dados desta quarta mostram que o Paraná tem 91 pessoas aguardando para serem transferidas, entre leitos clínicos e leitos de UTI. No mês passado, esta fila ultrapassou 1,2 mil pacientes.

“É importante ressaltar que, mesmo em fila, os pacientes estão sendo atendidos, mas a nossa prioridade é isolar esse atendimento e para isso, contamos com mais de 4,7 mil leitos exclusivos”, acrescentou o secretário.

O índice nunca chega a zero por conta de uma diferença de horário entre o momento de coleta de informações: enquanto a fila é contabilizada ao final de cada dia, o número de leitos de UTIs livres só é atualizado pela manhã. Um paciente só efetivamente “sai” da fila quando dá entrada no hospital, criando um espaço de tempo maior entre a atualização dos dados.

Source link