Perfil no Twitter denuncia festas clandestinas no Réveillon: “É contagiante”

Um perfil no Twitter foi criado para denunciar festas e aglomerações que vão contra as normas estabelecidas para o controle da disseminação do novo coronavírus (Sars-Cov-2). As publicações começaram nessa quarta-feira (30), e denunciam eventos em todo o Brasil.

Por trás do perfil BrazilCovidfest , estão dois jornalistas de Curitiba que, por enquanto, preferem não se identificar. De um dia para o outro, a página já alcançou quase sete mil seguidores, e os criadores contam que recebem muitos vídeos denunciando festas. “Não imaginava tanta repercussão. Foi uma surpresa”, conta um dos criadores.

Todas as publicações são de imagens enviadas por internautas ou encontradas nas redes sociais . Os jornalistas garantem, porém, que tudo é feito com muita responsabilidade, e que todas as denúncias são checadas.

Com foto de capa de um plano funerário, a página ironiza os eventos, brincando que as festas são “contagiantes” e “seguem os protocolos”. O assunto, porém, é bastante sério. “Estamos fazendo um serviço para a sociedade. Parte da sociedade morreu, o vírus da ignorância está vencendo. É um assunto muito sério, essa galera é um perigo para a saúde pública”, lamenta um dos criadores da página.

Durante as checagens dos vídeos recebidos, os jornalistas descobriram que muitas das festas que aparecem nos vídeos não são ilegais . “Na grande maioria das festas, é festa legal, não é clandestina. É inacreditável o Brasil, as autoridades, governos estaduais e municipais permitirem isso”, afirma.

Para enviar uma denúncia para a página, é só marcá-la no Twitter ou enviar o vídeo ou foto por mensagem direta.

Com informações do iG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prêmio da Mega da Virada deve chegar a R$ 300 milhões

Já começaram as apostas para a Mega da Virada que, segundo estimativas da Caixa, deve ter uma premiação de R$ 300 milhões este ano. As apostas poderão ser feitas até as 17h (horário de Brasília) do dia 31 de dezembro nas lotéricas de todo do país;,pelo portal Loterias Caixa ou pelo app Loterias CAIXA, disponível para usuários das plataformas Android e iOS; e pelo internet banking da Caixa.

O valor de uma aposta simples da Mega, com seis números, é de R$ 4,50. No caso do Bolão Caixa, o preço mínimo de apostas é de R$ 10. Com isso, o valor mínimo da cota é de R$ 5. De acordo com a Caixa, é possível que seja cobrada, a critério da lotérica, uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota, para o bolão.

As apostas pela internet só podem ser feitas por pessoas maiores de 18 anos, após o preenchimento de um pequeno cadastro. Nesse caso, o pagamento deve ser feito por cartão de crédito, e o valor mínimo do conjunto de apostas é de R$ 30, podendo chegar a R$ 945 por dia.

Como a Mega da Virada não acumula, caso ninguém acerte as seis dezenas, o prêmio será rateado entre os acertadores de cinco números, e assim sucessivamente conforme as faixas de premiação.

De acordo com o banco, “se apenas um ganhador acertar as seis dezenas da Mega da Virada e aplicar o prêmio estimado na poupança, terá uma renda mensal de R$ 347,7 mil”.

Edição: Graça Adjuto

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o “Fale com a Ouvidoria” da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Esquerda fecha com o bloco de Rodrigo Maia

Rodrigo Maia acaba de anunciar a nova composição do bloco da sua base à presidência da Câmara.

O nome do candidato, como antecipamos, não foi anunciado. Nas últimas horas, Baleia Rossi se tornou o favorito.

PT, PDT, PSB e PCdoB fecharam com o grupo de Maia. E se juntam a PSL (41), MDB (34), PSDB (31), DEM (28), Cidadania (8) e PV (4).

Estão com Arthur Lira, adversário de Maia, PL (41), PP (41), PSD (34), Republicanos (31), Solidariedade (13), PTB (11), Pros (10), PSC (9), Avante (8) e Patriota (6).

Para vencer a eleição na Câmara, o candidato deve ter pelo menos 257 votos no plenário, com possibilidade de eleição em dois turnos, caso ninguém alcance esse número no primeiro escrutínio. A votação é secreta. O apoio público de uma bancada é tradicionalmente uma importante sinalização, mas não garante os votos dos deputados.

Esta eleição na Câmara, como dissemos, tende a ser, especialmente, “a eleição da traição”.

Via O Antagonista